Roquinho - Mestre Vieira

Atualizado: 31 de Jul de 2020

Roquinho lança homenagem ao criador da guitarrada, que remete a uma viagem pelo rio São Francisco


por Alisson Mota


Roquinho (Samba do Arnesto) lança hoje, em exclusividade por aqui, seu terceiro single como artista solo. Mestre Vieira é uma homenagem ao guitarrista paraense de mesmo nome, que é considerado o criador da guitarrada, falecido em 2018.



O gênero, que foi concretizado a partir da mistura entre carimbó, cumbia e lambada, com as influências guitarrísticas da Jovem Guarda, é um dos patrimônios da música paraense e brasileira. Hoje, é uma das pedras fundamentais para diversos artistas de diferentes portes e públicos do Brasil. Ao mesmo tempo que influenciou outros grandes guitarristas de sua época, como Pinduca e Manoel Cordeiro, Mestre Vieira também foi fundamental para a banda Calypso e hoje seu trabalho reverbera através de artistas paraenses como Lucas Estrela, Félix Robatto e Felipe Cordeiro.


Capa: Diogo Galvão

Mestre Vieira, além de homenagem ao guitarrista, é também uma ode ao rio São Francisco. "A música foi composta na beira do rio São Francisco, na divisa entre Sergipe e Alagoas. Ela tenta contar uma história por meio dos solos da guitarra elétrica e remete a uma viagem de barco do Mestre Vieira pelas correntezas do Velho Chico", revela Roquinho.


Além do criador da guitarrada, a canção instrumental remete a outras influências, também do Pará, como Aldo Sena e a já citada Calypso, além do virtuoso guitarrista mexicano Carlos Santana. A banda sergipana Mestre Madruguinha também é citada por Roquinho como uma das influências do trabalho.


O compositor sergipano define a música como uma guitarrada com toque sergipano. "É o encontro do rio Amazonas com o Velho Chico, do Calypso com a Mestre Madruguinha, do tacacá com caranguejo", finaliza.



Ficha Técnica


Gravado nos estúdios DR5, Usina e Kabula Home Studio

Composição - Roquinho

Guitarra solo - Erik Frog

Guitarra base - Roquinho

Baixo - Roquinho

Percussão - João Alberto D'Lins

Bateria - Renoir Dantas


Mixagem e masterização - Anderson Kabula Arte da capa - Diogo Galvão