Trankilo - Naurêa

Atualizado: 17 de Jul de 2020

Single chega às plataformas digitais nesta sexta e dá a receita pra superar a crise política e sanitária do país


por Alisson Mota


Sagacidade no pensamento, tranquilidade de movimento. É o ensinamento que a Naurêa expressa em Trankilo, primeiro lançamento da banda em dois anos, após o single Matinê.



A música é resultado de uma atualização da sonoridade que sempre norteou a Naurêa: a mistura de ritmos dançantes de diferentes partes do globo. "A essa nova viagem, damos o nome de CCSB (Cuba, Colômbia, Sergipe, Bahia). O resultado é um som que se faz transitar da salsa à swingueira, passando pela força e pela eletrônica do Som Sistema (sound system). Tudo bem temperado com baião e cumbia", destaca o vocalista e único membro da formação original da banda, Márcio de Dona Litinha.


Capa de Trankilo, por Fernando Xeres

A música traz um entendimento da conjuntura política do Brasil de quem já passou por muito e tem as costas largas. Eu me mantenho tranquilo / mesmo nesse mundo louco, diz um dos versos da canção. E essa tranquilidade não vem da omissão, mas da sabedoria de saber o momento certo de agir. E parece que o lance é esse mesmo, porque se a gente for 'comer corda' de tudo que tão fazendo com o país, a gente entra em parafuso. Relaxa, respira e combate!


Hoje, a Naurêa conta com os músicos Márcio de Dona Litinha (voz), Danyel Nanume (bateria e percussões), Ruan Levy (teclado, sanfona e saxofone) e João di Lins (guitarra). Participa ainda da gravação de Trankilo o baixista Filipe Willians (Taco de Golfe).


Formação atual da Naurêa. Foto: Dudu Guerreiro


Ficha Técnica


Gravado no Estúdio Orí

Produção musical, mixagem e masterização por Dudu Prudente


Márcio de Dona Litinha (voz)

Danyel Nanume (bateria e percussões)

Ruan Levy (teclado, sanfona e saxofone)

João di Lins (guitarra)

Filipe Willians (baixo)


Arte por Fernando Xeres

Lyric video por Sylas Santana