Alex Sant'anna - 1, 2, 3 (single)

Atualizado: Jan 10

Single surgiu como um texto de Diane Veloso e se transformou em canção em parceria com Leo Airplane; single chega com videoclipe lo-fi


por Alisson Mota



Seis meses após lançar Baião Amargo, Alex Sant'anna lança novo single: 1, 2, 3. A canção é uma parceria do compositor com Diane Veloso e Leo Airplane e também ganhou videoclipe com estética lo-fi.



A canção é tipicamente uma canção do isolamento social, não só pela letra, mas também pelo modo de fazer, digital até o talo: não há instrumentos acústicos. Tudo começou quando Diane escreveu o texto 1.2.3. para uma campanha do Grupo Galpão de teatro, chamada Histórias de Confinamento.


O texto já tinha um ar claustrofóbico, ou, segundo a própria Diane, uma "poesia numérica carregada de ansiedades e medos, resultante da rotina desgastante e aprisionadora dos dias de isolamento social". Alex, ao se deparar com o texto, decidiu musicá-lo no violão e a canção logo foi apresentada numa live, em sua versão acústica.


"Foi uma tarefa difícil musicar uma poesia que continha mais números do que palavras, mas essas palavras e números foram feitas pra melodia que eu nem sabia que tinha" (Alex Sant'anna)

A partir daí se deu a intervenção de Leo Airplane, que arranjou as programações e sintetizadores e deu a forma final da canção. Por fim, chegaram as contribuições de Rafaella Simbol, que desenvolveu a capa do single, e de Manoela Veloso, que dirigiu junto à Diane o videoclipe, inteiramente caseiro e com a estética em baixa fidelidade, característica marcante das produções feitas em casa no período de isolamento.



Ficha Técnica

Música de Diane Veloso, Alex Sant’Anna e Leo Airplane


Mixagem e Masterização: Leo Airplane

Diane Veloso: Voz

Alex Sant'Anna: Voz

Piano, synths e programações: Leo Airplane

Arte: Rafaella Simbol


Disco de Barro (2020)




Ficha Técnica do Clipe

Direção: Manoela Veloso Passos e Diane Veloso

Edição: Manoela Veloso Passos

Montagem: Diane Veloso


Produção: Rolimã Filmes