Mildes - Como Se Fosse Um Cordel

Atualizado: Mar 26

Single foi lançado no dia do aniversário da cidade, com participação do Mamulengo de Cheiroso


por Alisson Mota



O cantor e compositor Mildes fez sua estreia no dia do aniversário de Aracaju, com o lançamento do single/clipe Como Se Fosse um Cordel. A escolha da data não foi por acaso, porque a canção é uma ode à cidade e suas peculiaridades. Cajueiros, Mercado, Orla... tá tudo no clipe.


Para a produção do vídeo, Mildes contou com a participação de Augusto Barreto, fundador do grupo de teatro de bonecos Mamulengo de Cheiroso, que confeccionou Mildinho, o protagonista do videoclipe, que vivencia cada detalhe do tabuleiro de Pirro.


Capa: Ayrton Tito

É curioso, num tempo em que cada vez mais a juventude aracajuana envolvida com as artes cada vez mais pensa em ir embora - principalmente pela escassez de oportunidade e valorização das novas linguagens e estéticas -, ver um jovem artista que se debruça sobre todos os signos característicos da cidade, clichês ou não, para ratificar essa noção de pertencimento.


É também um recado, uma vez que o projeto foi viabilizado via lei Aldir Blanc: com recursos e incentivos rolando, tem espaço pra tudo, do tradicional à vanguarda.




Ficha Técnica

Composição: Mildes

Produção Musical: Paulo Antonio

Captação/Mix/Master: Fabrício Rossini

Voz/Violão/Guitarra: Mildes

Percussões: Nandinho Daguada

Bateria: Rafael Júnior

Teclas/Synth: Rafael Ramos

Sanfona: Rayra Mayara

Backing Vocal: Paulo Antonio



Ficha técnica do clipe

Direção e Roteiro: Laís Cruz

Filmagem e Edição: Paulo Oliveira

Confecção e Manipulação do Mamulengo: Augusto Barreto, Mamulengo de Cheiroso

Figurino: Pedro Freitas

Projeto Gráfico: Ayrton Tito

Agradecimentos Especiais: Fernanda Oliveira Santos, Laila Carvalho, Deniel Diniz, Mari Gouveia