Lançamentos sergipanos | Março 2021

Atualizado: Abr 27

Em março foram 21 trabalhos novos que a gente conseguiu acompanhar: três álbuns, dois EPs, uma mixtape e quinze singles


por Alisson Mota




Robson Lira - Rosa Inca

No seu primeiro trabalho solo, Robson Lira explora a sonoridade dos beats, sob a produção musical de Alexandre Modesto. Rosa Inca é uma pedra rara encontrada na América Latina e é considerada a pedra do amor, que é o tema central do disco. São 7 love songs que ainda apresentam nuances do reggae, de onde Lira saiu. Mas quem dá o tom do trampo é o r'n'b e o hiphop, flertando constantemente com o trap e o reggaeton.


Ferraro Trio - Urbanoide

O aguardado registro de estúdio da Ferraro Trio finalmente veio à tona, junto com o encerramento das atividades da banda. Gravado em 2017, Urbanoide transita entre os gêneros da black music com o vigor dos palcos. O sentimento é de atualização da nostalgia, ainda mais num tempo onde não tem show ao vivo.


Luno - Homo Pacificus

A estreia solo de Luno Torres rolou em grande estilo e você pode saber mais aqui.


OPJ e Magneto - Vocês Não Sabem de Mim

Diretamente e completamente de Riachão do Dantas, agreste sergipano. Vocês Não Sabem de Mim é o primeiro trampo de hip hop da cidade, o primeiro de muitos.



Running Back - Último Ponto

A banda de hardcore de Aracaju continua viva e lançou o EP sucessor de Impermanência (2019). Durante o mês de março, a Running Back lançou uma série de lyric videos das músicas de Último Ponto.


Kvra - Baile de Preto

Kvra reuniu diversos artistas para compor Baile de Preto, passeando pelo trap, r'n'b, funk, suinguêra e arrocha. Pra pra dar o play na festinha (em casa e sem aglomeração, ainda).


Ouça, curta e compartilhe a playlist



Singles


Ricardo Vieira - Labirinto

Com Labirinto o violonista e arranjador Ricardo Vieira abre os trabalhos do seu álbum, Atemporal. "Nesta obra, o sujeito busca novos caminhos e as trajetórias ficam a cargo do infinito imagético do ouvinte. A cada escuta, proponho novos caminhos", explica o instrumentista e produtor musical.


Alex Sant'Anna - Encruzilhada

O cabra é danado e não para quieto. Encruzilhada abre as portas para o quarto álbum de estúdio de Alex Sant'Anna. O álbum também se chamará Encruzilhada e conta com uma série de participações especiais, assim como no single.


Sandyalê & ROSABEGE - Sua (Remix)

Complementando o primeiro capítulo da Trilogia do Desapego, Sandyalê embarcou numa viagem louca com os cariocas do coletivo multimídia ROSABEGE. O remix de Sua brinca com os beats de techno desconstruídos sob a referência central de Arca.


Mamah - Meia Culpa

Single do primeiro EP de Mamah, Meia Culpa é uma parceria da cantora e compositora com Julio Almeida. Misturando o groove do afrobeat à despirocada com os sintetizadores e distorções, o single dá um gostinho do que vem por aí.


Clara Dias - O que não me matou não me fez mais forte

Em sua estreia, a cantora e compositora Clara Dias entregou um petardo com mais de 7 minutos de duração. A canção é recheada de pequenos devaneios, da guitarra suja ao piano clássico, sempre permeada pela voz potente de Clara.


Rebeca Vieira - Maracaju

Composição em parceria com o Rian Santos, Maracaju foi lançada como homenagem à Aracaju, em seu aniversário. O single integra o projeto DendiCasa, um conjunto de músicas que surgiram durante a pandemia na interação com as crianças dentro de casa. "Maracaju fala da cidade e dos lugares públicos que as crianças gostam de passear e correrem livres e soltas", conta o release.


Érica Sá - Amor, Samba e Violão


Arauto - O Peso das Escolhas

Jaque Barroso - Banho de Quilombo


Marvi - Jaquetá (dry remix) feat. Jullya Murvack


Pernaf - Poeira


Mildes - Como Se Fosse um Cordel


Mombin - Looking for The Outside


Bruxas do Cangaço - Made in Cangaço


Gelo MC - Vem Morar Comigo!