Lançamentos sergipanos | Setembro 2020

Atualizado: 6 de Nov de 2020

Treze lançamentos marcaram setembro em Sergipe, com EPs e singles como prenúncios de álbuns e EPs


por Alisson Mota



A Banda dos Corações Partidos - Faz Casa

O segundo single da Banda dos Corações partidos após o EP Desamor (2017) saiu em setembro, com uma pegada mais leve, como um rolê de bike na orla. Você pode ver todos os detalhes do single aqui.


Bruno Del Rey - O Amigo que Esperava

O sergipano radicado em São Paulo lançou em setembro o single/clipe, em parceria com a banda Corte Retrô. Com uma estética característica do rock dos anos 50, O Amigo que Esperava é o segundo single lançado pelo músico em 2020, que em Aracaju formou as bandas Rockassetes e Bicicletas de Atalaia.



Canuto - Pandora

Adriano Canuto, vocalista das bandas Java e Cartel de Bali, começa a investir em seu projeto solo. Pandora marca o início do projeto, com riffs e refrão marcante, mergulhando nas influências do folk e do hard rock.



Donali - Cocar Serigy (EP)

Buscando a intersecção entre o regional e o global, a Donali lançou o EP Cocar Serigy, com quatro músicas. É buscando essa intersecção que a banda evocou o regionalismo inerente à sua identidade, mas começando a explorar timbres e sonoridades da música eletrônica. O EP parece marcar o início de uma nova e ambiciosa jornada para a banda.



Filelife - Quarentine Aftermath

O projeto solo de Diego Tauchert, sergipano radicado em Boston, lançou o primeiro single do vindouro álbum Ground Zero/Coordinates. Como o título pode sugerir, a canção foi produzida em meio à pandemia, com a colaboração do tecladista Alan Franklin e produção de Fabrício Rossini.



Família BocaSecas feat. Daniel - Forte na Luta

A grupo do São Conrado lançou single e clipe em parceria com Daniel. Num beat arrepiante dando corpo às ideias cheque, Forte na Luta marca um novo momento pra Família BocaSecas.



Gab Coelho - Bad Guyyy (EP)

Assumindo uma linguagem baseada no techno e house noventistas, Gab lançou seu EP, com três músicas.



Lau e Eu - O Futuro Está Distante (álbum)

Um dos lançamentos mais legais deste ano féladaputa, nacionalmente falando, o álbum novo de Lau e Eu funciona como uma só grande música. A banda afiada e as participações especiais, a exemplo de Alex Sant'anna e Marcelle, só deixam o negócio todo mais potente e gostoso de ouvir. Como é curtinho, sempre fica o gostinho de quero mais... aí é só dar o play de novo.



Mamah - Me Desconcerta (clipe)

Naquela vibe autoproduzida da quarentena, Mamah lançou o clipe de Me Desconcerta, canção lançada em maio. Foi tudo gravado pela cantora, editado e finalizado pela Rolimã Filmes.



Marcos Tavares - Um Pouco do Todo (EP) / Um Bom Motivo (single)

Em setembro, o cantor e compositor Marcos Tavares lançou um EP e o single/clipe Um Bom Motivo, que, numa iniciativa urgente e necessária, conta com intérprete de Libras. As músicas passeam no terreno da MPB e do pop rock nacional, num repertório que reúne composições de 2017 pra cá. Tudo gravado em casa!




NG Lampião da Rima - É a Rua

Lampião tá que nem vinho, o tempo passa e só fica melhor. É a Rua é o segundo fruto da parceria de Lampião com o filmmaker Luan Allen (Fat Fingers).



The Baggios - Hendrixiano

Mergulhando pra valer no formato de lançamento de singles, a The Baggios lançou Hendrixiano. A música foi lançada exatamente no aniversário de 50 anos da morte de Jimi Hendrix e obviamente é carregada de referências ao guitar hero. O clipe foi uma autoprodução de Julico e Perninha.



Victor Boaventura - O Novo Normal

Completando o tracklist do EP Homem de Barro, Victor Boaventura lançou O Novo Normal, single produzido durante e sobre o período de isolamento social.