Lançamentos Janeiro e Fevereiro de 2020

por Alisson Mota



Pra não perder o bonde da história, a gente juntou os lançamentos de janeiro, fevereiro e do finalzinho de dezembro numa lista só. Se ligue e não perca o bonde você também:


Alex Sant'anna - Esquecimento

O cantor lançou em janeiro o terceiro single do seu próximo disco, Baião Amargo. Se nos singles anteriores (Algo Novo e O Peso das Coisas) Alex teve participações de Marco Vilane e Jaque Barroso, em Esquecimento ele conta com duas participações pesadíssimas. Uma é Rayra Mayara, finalista do Sescanção 2019 e integrante do grupo Samba de Moça Só.


Outra participação, mais que especial, é a de Isaar, importante cantora pernambucana, que teve destaque após fundar em 1995, com Karina Buhr, o gurpo Cumadre Fulôzinha, onde explorou e reinterpretou o samba de coco, maracatus e o frevo. A canção segue a ideia dos singles anteriores, reinventando a ancestralidade para apontar novos caminhos, como apontado no baobá da capa e no verso Pra andar / o pé tem que apoiar em algum lugar. Os contornos do Baião Amargo de Alex Sant'anna ficam cada vez mais interessantes.


Arauto - Manual de Libertação I e II

O grupo de rap de Aracaju lançou as duas primeiras tracks da trilogia Manual de Libertação em fevereiro. A trilogia trata das escolhas a se tomar numa vida onde a pobreza e o preconceito racial estão no dia a dia. Cada parte do Manual de Libertação é cantada/recitada por cada um dos integrantes do grupo, cuja terceira parte será lançada em breve.


Arthur Matos - Ignição

A artista folk lançou o último single do seu próximo disco, Você, no finalzinho de dezembro. O estratégia de lançamento do álbum consistiu em lançar cada música e depois juntá-las. Arthur Matos inclusive está fazendo uma campanha de crowdfunding para finalizar a produção do disco, que é o primeiro do cantor e compositor feito exclusivamente em português. Confira a campanha aqui.


The Baggios - Limaia (clipe)

A The Baggios lançou em fevereiro o terceiro clipe do disco Vulcão. Limaia é a música do disco mais identificada com o município natal da banda, São Cristóvão, e aborda os festejos juninos da cidade. Aborda em especial o cortejo da Caceteira do Mestre Rindú, que existe há mais de 130 anos. Limaia é uma referência à limalha de ferro misturada com pólvora nas espadas pra deixar o troço mais brilhante.

Os integrantes da banda usam macacões no clipe que remetem à ala mais hardcore do cortejo. A banda explica: "Em 1978 um grupo de moradores mais rebeldes levaram cachaça para os cortejos deixando o Mestre Rindú contrariado, e isso fez gerar o grupo da caceteira dos macacões com a turma que gostavam de uma farra mais intensa regada a álcool".


Bruxas do Cangaço - A Cobrança

As Bruxas lançaram em fevereiro o primeiro de três singles que antecedem o lançamento da próxima mixtape. A Cobrança tem os beats de Danny MC e o clipe foi produzido pela OCCA.


Donali - Em Círculos

Releitura da canção de Alex Sant'anna, Em Círculos conta com a participação do compositor e aponta um caminho mais inovador na mistura de jazz e MPB da banda de Aracaju. Timbres eletrônicos, sintetizadores e programações passaram a fazer parte da sonoridade da banda liderada por David Davi e Fernanda Aquino.


Gab Coelho - Small D

Outra produção de Txkx, Gab apresenta outra atmosfera, mais dark, com Small D. Diferente das produções anteriores do cantor, mais 'coloridas'.


Júllya Murvack - Sentada

Em janeiro, Júllya lançou seu segundo single, Sentada. A faixa é outra produção de Txkx, dessa vez inspirado no brega-funk.


LUNO - E Lá Se Vai Mais Uma Vida

Segundo single do seu primeiro disco, Homo Pacificus, E Lá Se Vai Mais Uma Vida contou com lançamento exclusivo por aqui. Confira a matéria completa aqui.


[maua] - The Passage

Primeiro single do próximo disco da banda, The Passage trata sobre a morte a passagem para um plano não-carnal. Tão pesada como sempre, a Maua vai lançar um videoclipe antes do lançamento do novo disco, que já tem boa parte das músicas gravadas. O disco será o primeiro da banda de death metal com o novo vocalista, João Neto.


Skabong - His Noodly Might

Depois do retorno, a Skabong lança seu segundo single. Indo do ska ao dub, His Noodly Might foi lançado no finalzinho de dezembro e conta com massas, em todos os sentidos imagináveis. A arte da capa é do tatuador e artista plástico Canijan Oliveira. A música é uma composição ainda dos tempos de Skabong com o saudoso Levi.


Squandy - Cardi B

No início de fevereiro, o grupo de trap lançou single e clipe, falando basicamente sobre bundas. Isso antes da pandemia do coronavirus e do meme da Cardi B. Parece até premonição, skrr...

(Algo que temos observado, principalmente com as listas por aqui, é que quase tudo de trap, mundialmente inclusive, reproduz vários vícios da cultura machista e de objetificação da mulher. O rap, de forma mais ampla, tem conseguido avançar minimamente nessas questões. Vamo mudar isso aí galera, 2020!)


Taco de Golfe - Cato ao vivo / DoSol Sessions / DIP Recordings

O trio aproveitou a turnê e gravou algumas sessions, como a DoSol, em Natal, e a DIP Recordings, da Monkeybuzz, em São Paulo, onde apresentaram música nova que estará no próximo disco que vão lançar já já.

De quebra, os caras ainda disponibilizaram no Spotify o áudio do Cato ao vivo, gravado em junho de 2019 no Espírito Santo.

Vários Artistas - Snoozing All This Time

Não precisa nem falar muita coisa aqui, só que um bocado de gente foda se juntou pra gravar um tributo à Snooze, lançado em janeiro. Inclusive a Snooze deixou um monte de órfãos ao divulgar o fim das atividades da banda :(

Pelo menos a despedida foi em grande estilo, com gente do quilate da Renegades of Punk e da banda paulista Wry.



Confira a nossa playlist, já com os lançamentos: