Camilo S-A - Kidelícia (single)

Atualizado: Jan 10

Single de estreia do guitarrista da Açocena põe Aldo Sena pra conversar com os beats eletrônicos; lançamento marca a estreia do Selo Inferninho


por Alisson Mota

Foto: Negalê

Camilo Santana, que agora assina como Camilo S-A (S-A de Sul-Americano), acaba de lançar o single de estreia de seu trabalho solo. Kidelícia é uma fusão dos beats eletrônicos, naquela pegada minimalista e lo-fi, com a guitarrada e o brega. O lançamento é o primeiro do Selo Inferninho.


Todo o suingue que o guitarrista demonstra na Açocena e na Pseudobanda tá bem presente. E é justamente a guitarra que dita o ritmo da música, é ela que segura o estandarte nos 5 minutos de música.



Dá pra sacar que o primeiro single de Camilo é uma experimentação. Buscando o caminho da autossuficiência, ele traz loops de bateria eletrônica pra dar o chão da canção e engata uma guitarra que conta a história na música todinha.


E aí é inegável a influência de caras como Aldo Sena, mas também é palpável a influência direta do brega raiz do nordeste de caras como Adelino e Julio Nascimento. A grande tarefa de Camilo daqui pra frente éfazer com que esses dois universos - dos beats e do brega raiz - entem numa simbiose pra ter uma síntese musical pra chamar de sua.


Capa: Fábio Aricawa

Eu, particularmente, tenho muita afinidade com o brega. Minha adolescência foi banhada a Black Sabbath e Borba de Paula. Muito me anima quando essas referências são trazidas à tona, como no caminho que Camilo S-A tá começando a trilhar e que já havia sido aberto pela Pseudobanda, agora começando a ganhar coesão com o Selo Inferninho. Tô de olho!


Ficha Técnica


Guitarra e beat - Camilo S-A

Mixagem e Masterização - Lucas Rocha (lllucas)

Capa - Fábio Aricawa


Selo Inferninho